um quadro do Funchal

 
A fotografia não é de hoje, antes de um dia numa semana qualquer. Importa a reter a beleza que presenteia a cidade um porto cheio de navios de cruzeiro, vistos aqui a partir da Praça do Povo, um nome que, convenhamos, não foi muito feliz, mais adequado a regime totalitário de um país de leste ou asiático.